domingo, 24 de fevereiro de 2013

Auto-estima? É de comer?




Não adianta dizer que nunca mais vai acontecer. A gente sempre acaba ligando de mais para as opiniões alheias, e mesmo que mantenhamos a postura de dizer que não ligamos, acabamos nos magoando. E isso não é errado. Afinal, mostra que somos, sim, de carne e osso.
O que importa não é engolir todos os sapos e continuar de cabeça erguida. Porque, na verdade, o nosso coração vai estar doendo. Se você se importa, diga. Se te magoou, converse.
O que entendemos, enfim, e o que estou tentando compreender a cada dia é: quem se importa?
Se eu sou gorda ou magra, se tenho uma cabelo bonito ou não, se falo certo ou errado? Se vou pagar mico e todos vão rir de mim? A vida é curta demais pra essas besteiras. E geralmente, quem ri de você é tão inseguro quanto.
Não vale a pena perder a vida toda pensando o que poderão dizer, se arrisque e viva. Porque eu, do alto dos meus 14 anos, já aprendi essa lição.
Não perca mais tempo, nem momentos ou pessoas. Como diria o sábio, "Deixa que digam. Que pensem, que falem".

Nenhum comentário:

Postar um comentário