domingo, 24 de fevereiro de 2013

???

O título desse post foi minha reação ao ver essa imagem:



Afinal, é uma boca, um olho, ou os dois juntos? Hahaha, tente entender. Eu fiquei uns bons minutos observando a imagem. É bem bizarro...
E tem ainda mais bizarrices no 9GAG, que é bem famosa nos EUA, e eu já tenho uma conta lá há uns 6 meses. Corram para lá, vale muito a pena.


A maioria das ideias e imagens divertidas que vemos no Facebook e no Tumblr vem de lá. Beijos e até!

Auto-estima? É de comer?




Não adianta dizer que nunca mais vai acontecer. A gente sempre acaba ligando de mais para as opiniões alheias, e mesmo que mantenhamos a postura de dizer que não ligamos, acabamos nos magoando. E isso não é errado. Afinal, mostra que somos, sim, de carne e osso.
O que importa não é engolir todos os sapos e continuar de cabeça erguida. Porque, na verdade, o nosso coração vai estar doendo. Se você se importa, diga. Se te magoou, converse.
O que entendemos, enfim, e o que estou tentando compreender a cada dia é: quem se importa?
Se eu sou gorda ou magra, se tenho uma cabelo bonito ou não, se falo certo ou errado? Se vou pagar mico e todos vão rir de mim? A vida é curta demais pra essas besteiras. E geralmente, quem ri de você é tão inseguro quanto.
Não vale a pena perder a vida toda pensando o que poderão dizer, se arrisque e viva. Porque eu, do alto dos meus 14 anos, já aprendi essa lição.
Não perca mais tempo, nem momentos ou pessoas. Como diria o sábio, "Deixa que digam. Que pensem, que falem".

Wonderland and Pinterest

Eu disse que ia voltar, e de fato, voltei, haha. Post passado, falei do meu vício no Pinterest, que é um site de compartilhamento de fotos ao estilo Flickr.

Esse site é mais usado pelos artistas gringos e é m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o. Lá você encontra qualquer tipo de arte: ilustração, pintura, arquitetura, fotografia...
Além da interface limpa e clean, a qualidade das imagens e dos trabalhos expostos lá é... Não há mais adjetivos que eu lembre nesse momento pra descrever a qualidade do conteúdo do site!

E ele é todo organizado. Lá, você "pina" a imagem, que corresponde ao "tweetar", sabe? Repina (como um retweet), curte os outros pins e segue diversos paíneis, de vários assuntos variados  É possível ter mais de um painel em cada conta.
Hoje vou falar um pouquinho do Painel Wonderland, que é de ilustração e fotografia e coisas inacreditáveis, tudo junto. Eu adoro ilustração, pena que não tenho mais meus dotes de desenhos do prézinho!

Eu descobri ele hoje, e achei realmente incrível.

A dona do painel se chama Charlot Borra, é da cidade belga de Bruges.







Ah, meu Pinterest é esse. Se criarem um ou já tiverem uma conta lá, me sigam! Qualquer dúvida deixe nos comentários. Tchau, tchau!



Minhas explicações

Primeiramente, me perdoem! Acho que quase uma semana sem post novo, né? O que aconteceu foi o seguinte: primeira semana de aulas na escola e três matérias novas, então eu fiquei feito louca com o curso, compromissos particulares, ideias pro blog e o Pinterest. Todo o meu tempo livre (quando não estou comendo, dormindo, arrumando as coisas, ou fora de casa) vai pro Pinterest, porque simplesmente eu não consigo passar menos de duas horas vendo aquelas belas imagens. E ter ideias e produzir coisas de qualidade demanda tempo e pesquisa. Vou priorizar o blog no tempo livre, e controlar a vontade de pinar e dar like em todas as fotos incríveis que vejo no site. E ainda vou esquematizar posts e programá-los pra sairem no blog. Espero que gostem, porque o blog vai bombar agora! hahahaha.

Beijos, e obrigada por visitar...

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Eu não consigo terminar o que eu começo!



Esse é realmente um problema que muitas pessoas tem, inclusive eu. Por exemplo, quando eu começo um curso, no principio estou toda empolgada e depois de um mês ou dois eu desisto ou enjoo do curso e paro no meio do caminho. Isso também acontece com você?
É frustante, pelo menos pra mim. Já entrei no curso de desenho, de violão, guitarra, ballet e desisti em todos eles. Só que eu 2013 eu estabeleci metas e estou decidida a cumpri-las. Abaixo vai uma lista de dicas pra não desanimar no meio do caminho, e ela serve principalmente pra mim.

1- Encontre um objetivo e se comprometa a cumprir. O que você gosta de fazer? Gosta de música e quer aprender violão? Estabeleça um prazo, assim você ficará mais motivado pra treinar e alcançar sua meta.

2- Porque você desiste? Descubra os motivos que fazem você desistir. Acha que não é capaz ou é muito desafio pra você? Tudo é possível quando a gente realmente quer alguma coisa, você é capaz!

3- Aceite críticas. Não é porque seu professor disse que você está errando o acorde que você tem que desistir de acertar. Procure sempre melhorar e ouvir as críticas e transformá-las em bõnus e incentivo.

4- Seja corajoso! Não é fácil aprender um instrumento ou uma técnica nova. Passo à passo, erro à erro nós vamos nos tornando melhores.

E aí, tem mais alguma outra dica pra alcançar seus objetivos esse ano?

Imagens da semana

Hoje em dia com tantos sites de compartilhamento de fotos é impossível ficarmos fora dessa arte maravilhosa que é a fotografia. Eu adoro o Weheartit e o Pinterest, e existem muitos outros como o Flickr, por exemplo. Eu separei algumas imagens muitos legais pra abrir a tag #imagensdasemana que tem como tema a praia. Nada mais justo!











No início desse ano fiz uma viagem pra Guarapari - ES e pude tirar algumas fotos dos barquinhos lá, olha só o resultado:





As fotos foram editadas no Befunky, fica a dica! Lá tem ótimos filtros. É isso gente, até o próximo post.

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Texto do dia

"Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, dóem. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é saudade.
Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos. Dóem essas saudades todas. 
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.

Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.

Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer."

Martha Medeiros

Resenha: Livro Morte Súbita - J.K. Rowling

Oi! Primeiro post que vou resenhar um livro. E esse não é um livro qualquer, é o primeiro romance "adulto" da Rowling, a brilhante escritora da saga Harry Potter que, enfim, todo mundo conhece. Como nunca fiz uma resenha, vou dividir em duas seções: edição do livro e o livro em si.




                                                                O livro

1- Bem, isso é meio que "culpa" da editora, haha. O livro é, no Brasil, da editora Nova Fronteira. Ele é enormeeee tem 501 páginas, folhas amarelas (papel Chambril Avena 80g/m²), tem duas orelhas gigantescas que eu amo e a capa é maravilhosamente linda! Ufa, hahaha. A letra é razoável, que pessoas cegas como eu conseguem enxergar tranquilamente. A editora se preocupou muito com essa facilidade de ler, nada a reclamar em relação a isso. A única coisa que eu pobre tenho a reclamar é do preço do livro, é meio carinho, pelo menos quando eu comprei estava R$49,90. Foi o mais caro que eu já paguei num livro, eu acho. Mas tudo bem, eles gastaram quase meio quilo de papel na impressão, hahaha.

2- A história é basicamente vários acontecimentos em volta do ponto principal, que é a morte súbita de Barry Fairbrother. Vale muito a pena ler, a história é cheia de detalhes e realmente tem partes emociantes que a gente acaba chorando! Meus personagens favoritos morreram :( E um advertência: o livro tem muito palavrão. Não, eu não gosto de livros com palavrões. Acho feio e chulo, mas não diminuiu a beleza da obra.

Bom, é isso, comprem o livro e me digam o que acharam, beijos!

Designer nosso de cada dia!

Há tempo eu sigo esse tumblr de designer e simplesmente acho fotos maravilhosas e ideias surreais de decoração e arquitetura. Algumas são impossíveis de se ter em casa (hihi) mas são ótimas pra olhar, pasmar e se inspirar. Curto mais uma pegada minimalista de designer. Adoro paredes de vidro e piscina, e quando for construir minha casa acho que ela vai ser toda de vidro! Só por causa da energia que a luminosidade natural trás.




Outra coisa que eu adoro é azul e papel de parede, esse é meu banheiro dos sonhos, hahaha:








Espero que tenham gostado desse pequeno tour de decoração e arquitetura. As fotos são do tumblr, você encontra mais delas aqui. E a propósito, esse aqui é o meu Tumblr, segue lá! Beijos e até o próximo post.

Novas perspectivas




Oi gente! Bem, o nome do post é muito sugestivo. Vou mudar um pouco o conceito do blog, tentar variar e diversificar os assuntos daqui pra frente porque só escrever sobre viagens e Londres é muito cansativo, espero que gostem, já já sai post novo. Beijos :)